19/02/2016

[Resenha] O Diário de Mr. Darcy - Amanda Grange



Sinopse:
O único lugar em que Mr. Darcy poderia compartilhar seus sentimentos mais íntimos eram as páginas do seu diário. Dividido entre o senso de dever com o nome de sua aristocrática família e a paixão crescente pela plebeia Elizabeth Bennet, tudo o que esse jovem nobre podia fazer era lutar contra tal sentimento. Neto de conde por parte de mãe, Mr. Darcy possuía grande quantidade de terra, enorme receita com os inquilinos e uma grande riqueza herdada. O tamanho de sua propriedade e o seu status social lhe davam, inclusive, o direito de nomear o vigário da paróquia e faziam dele uma pessoa muito influente no condado de Derbyshire, na Inglaterra do início do século XIX. Disputado pelas damas da sociedade londrina, Mr. Darcy vive sua experiência sentimental singular a partir do encontro com Elizabeth em Meryton, pequena vila do condado de Hertfordshire, no interior do país. Embora naturalmente rígido e teimoso, demonstra que, no íntimo, também é um homem dedicado e carinhoso. O Diário de Mr. Darcy, portanto, apresenta a história do improvável namoro de Elizabeth Bennet e Fitzwilliam Darcy do ponto de vista dele. Esta graciosa continuação de Orgulho e Preconceito, de Jane Austen, enfoca os conflitos de Mr. Darcy e as dificuldades do seu relutante relacionamento, da rejeição inicial à luta desesperada para conquistar o coração de Elizabeth. Orgulho e Preconceito tem inspirado um grande número de sequências nos dias de hoje, mas O Diário de Mr. Darcy é a mais bem-sucedida das que incidem sobre o rico e orgulhoso cavalheiro.

Resenha:
Escusado será dizer que eu fiquei de pé atrás se lia ou não este livro, pois sendo o Darcy um dos meus heróis literários, temia que fosse ler algo mal feito e que pudesse manchar a minha visão sobre ele. Pois eu odeio personagem mal feito ou desenvolvido, não há coisa pior que um autor não dar o devido valor ao personagem que cria e, pior ainda quem se aventura a escrever algo baseado numa obra feita e deturpar completamente a obra original e os seus personagens. Mas felizmente eu não tive nem um único motivo de queixa deste livro! Não é um Austen, claro que não! No entanto Amanda Grange conseguiu desenvolver a história de Mr. Darcy numa perfeição que só Jane Austen poderia fazer melhor.
Em cada entrada do diário vamos acompanhando a história que vimos da perspectiva da Elizabeth Bennet bem como acontecimentos da vida de Fitzwilliam Darcy e que infelizmente não apareceram em Orgulho e Preconceito. Sim eu digo infelizmente, pois está tão bem feito e gosto tanto da obra original, que não me importava que estivesse tudo junto!
Mr. Darcy dá a conhecer ao leitor através do diário a vida da alta sociedade da época, também podemos conhecer mais a respeito do gentil Mr. Bingley e da sua irmã Caroline, que pessoalmente eu acho que ela é uma grande falsa e fútil. O Mr. Wickham também é muito mencionado e não no bom sentido, ele é o vilão. Mas apesar de todos extras da vida de Darcy que são muito bons de se ler, temos o principal que é o crescimento do protagonista. Digo crescimento pois ele acaba por alterar a forma como ele encara a vida e muda as suas posturas... Ou melhor, tenta ser menos taciturno e arrogante... Com Lizzy, com a irmã e o Bingley ele consegue! Por isso vamos dar-lhe mérito por isso! (loool)

Para as fãs de Austen e particularmente de Orgulho e Preconceito, toca a ler pois não se vão arrepender e depois passem aqui para me contarem se gostaram!

Sem comentários:

Enviar um comentário

DevRochester. Com tecnologia do Blogger.