03/02/2016

Entrevista a Luhana Andreoli



Olá leitores! 
Como não podia faltar, esta semana trago mais uma Descoberta Literária, a minha entrevista desta vez foi a Luhana Andreoli. Ela trabalha como revisora e também se dedica à escrita, por isso se precisarem de uma revisão nos vossos textos, não hesitem! 
Aproveito também para dizer uma vez mais o quanto estou a gostar de trabalhar para o D.L. e agradeço a todos os que têm colaborado neste projecto. Agora sem mais demoras, apresento-vos a nossa entrevista e não se esqueçam de seguir a Luhana e a sua página ''Projeto Bastidores''.

Descobertas Literárias
Para iniciarmos a nossa entrevista, gostaria que me falasses sobre ti Luhana.

Luhana Andreoli
Tenho 31 anos de idade, sou formada em secretariado executivo e pós-graduada em marketing. Meus hobbies são o mundo da literatura e do cinema, adoro essa época do ano em que acontecem várias premiações e acompanho tantas quantas possível, principalmente o Golden Globe e o Oscar. E ler é uma paixão que me pegou aos 14/15 anos, desde então adoro garimpar prateleiras de livrarias em busca de autores ainda não conhecidos e histórias pouco contadas, a sensação é de descobrir um segredo. Ah, e também escrevo, desde adolescente mantive diários e estou prestes a terminar meu segundo livro, embora o primeiro não seja publicado.

Descobertas Literárias
Tens algum género literário preferido? Ou és uma leitora ecléctica? A mesma questão relacionada ao género, pode abranger a tua escrita. Sobre que géneros gostas de escrever?

Luhana Andreoli
Sou uma leitora eclética e acredito que isso seja de extrema importância na formação de um escritor. É claro que alguns gêneros agradam mais do que outros, mas isso também é uma questão de fases. Quanto à minha escrita, eu já me aventurei pelo romance, mas descobri que não sou tão boa nisso. Gosto de escrever sobre tragédias, amores perturbados e finais não tão felizes, talvez por possuir um passado conturbado. O livro que estou finalizando é inspirado em um ano terrível que tive nos tempos de escola, mas transformei essa história em uma aventura adolescente cuja personagem torna-se a mais popular do colégio por todos os motivos errados. Apesar da base real, desenvolvi uma escrita leve e com doses de humor. Os próximos serão suspenses, é nesse gênero que me encontro.

Descobertas Literárias
A nossa experiência de vida por vezes é a chave principal do que escrevemos. Mas claro que cada um, é como cada qual. Poderias falar sobre a tua experiência como revisora?

Luhana Andreoli
O processo de revisão aconteceu meio sem querer na minha vida. Uma amiga estava escrevendo um livro e me pediu ajuda por saber que eu produzia conteúdos digitais e já os entregava prontos e revisados. Então a notícia se espalhou e meu trabalho passou a ser requisitado. No meio do caminho acabei por participar de dois projetos como Ghost Writer e não quis mais voltar a escrever para blogs e sites, mas continuo revisando alguns textos para essas mídias.

Descobertas Literárias
O trabalho dos revisores normalmente tem pouca divulgação. Para quem é leigo, poderias explicar no que consiste o trabalho de revisão?

Luhana Andreoli
Isso é verdade, geralmente os revisores são conhecidos por indicação. Explicando de forma prática, a revisão irá corrigir erros ortográficos, de continuidade na história, substituir palavras repetidas o tanto quanto possível dentro de um parágrafo ou frase, eliminar gerúndios e redundâncias, e tornar o texto o mais fluido possível, sempre em busca de uma leitura agradável. No meu caso ainda, gosto de dar dicas quando sinto que serão benéficas, como a estrutura do livro, a descrição de um personagem, cenário ou cena, por isso não é raro eu enviar alguns capítulos para os autores reescreverem. Eles sempre agradecem.

Descobertas Literárias
Era precisamente sobre isso que ia perguntar. Qual é o teu método de trabalho, isto é, fazes a revisão completa e envias no final ao autor ou durante a revisão tu estás em comunicação com o autor e vão trabalhando em conjunto?

Luhana Andreoli
Gosto de trabalhar em conjunto, para que o autor acompanhe o processo do livro e vá lendo os capítulos revisados conforme ficam prontos. Acho importante essa relação aberta com o autor. Como comecei como Ghost Writer, onde o processo é inteiramente escrito à quatro mãos, levei o método para a revisão e o resultado é satisfatório para os dois lados, meus clientes tornam-se meus amigos.

Descobertas Literárias
Isso é muito bom, haver uma relação boa. Pois por vezes existem pessoas que não gostam de ser corrigidas ou até de receber conselhos. Conselhos esses vindos de alguém que está na área. Por falar nisso, já existiu alguma experiência menos positiva? Que o autor não tenha gostado ou colaborado na revisão do trabalho?

Luhana Andreoli
Nossa, seria péssimo uma relação ruim em um trabalho de revisão, mas, por sorte, até agora meus clientes têm sido pessoas muito simpáticas. A única experiência negativa que tive foi a de um autor que mexeu no livro após a revisão e, ao meu ver, estragou o próprio texto, que já estava perfeito. Mas ele preferiu assim. A obra é dele, não minha. Então...

Descobertas Literárias
Sim, realmente isso é ao critério de cada um. Mas uma pena que não teve em conta o trabalho revisado. Relativamente ao trabalho de revisão, quais os erros mais comuns que encontras?

Luhana Andreoli
O erro mais comum é o de continuação. O autor termina um capítulo fazendo planos para o dia seguinte, por exemplo, e simplesmente se esquece de colocá-los em prática no próximo capítulo.
Outra coisa que acontece bastante, que não chega a ser um erro, mas que me incomoda muito, são as pontas soltas. Por vezes os autores utilizam personagens secundários em determinado ponto da história, para conseguirem escrever uma cena específica, e no restante do livro se esquecem desses personagens completamente, terminando o livro como se nunca houvessem existido.

Descobertas Literárias
Como leitora, as pontas soltas são algo que não gosto. Principalmente se o personagem tiver potencial ou se a situação em causa não foi explorada. Se os nossos leitores após lerem a nossa entrevista, quiserem entrar em contacto contigo para revisão de algum trabalho, como devem fazê-lo?

Luhana Andreoli
É exatamente isso, pode ocorrer tanto o desperdício de uma personagem legal, quanto um furo na história, o que não é legal... Para me contatar basta me enviar um e-mail, ou vir falar comigo diretamente no face, pois adiciono todo mundo, até aqueles que  apenas têm dúvidas sobre formatação, editoras, etc. E ainda tem a minha página, Projeto Bastidores, onde publico textos voltados para escritores iniciantes ou aspirantes.

Descobertas Literárias
E para finalizar a nossa entrevista, poderias dar aos nossos leitores alguns conselhos indispensáveis para fazerem um bom texto?

Luhana Andreoli
A formação de um bom escritor são os livros, por isso leiam, leiam e leiam. E pratiquem, pois a habilidade vem com o tempo, não tenham pressa, busquem a perfeição.

Facebook:

Email:
luhana.andreoli@gmail.com

Facebook




3 comentários:

  1. Estou adorando conhecer tantos profissionais da área da literatura!
    Parabéns pelo Projeto!

    Bjss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem sido uma experiência muito boa mesmo! Que bom que estás a gostar! Beijos**

      Eliminar
  2. Parabéns pela excelente entrevista, meninas!
    Luhana fiquei curiosa para ler os teus textos/livros, onde posso encontrá-los?

    bj

    ResponderEliminar

DevRochester. Com tecnologia do Blogger.