14/01/2016

[Resenha] A Noite Mais Sombria


Sinopse:
Ashlyn Darrow sempre fora atormentada por vozes de diversas épocas, sobrepostas, interligadas, vindas de todas as direcções, causando-lhe profundo sofrimento. Só havia um lugar onde ela talvez pudesse encontrar a cura para seu mal: a misteriosa fortaleza habitada pelos imortais, em Budapeste. Homens com poderes extraordinários, cada um carregava em si um dos demónios libertados da caixa de Pandora. Porém, somente Maddox, o guerreiro castigado com a mais cruel de todas as maldições, seria capaz de livrar Ashlyn de seu desespero. Morrendo todas as noites e renascendo à alvorada, o guardião do demónio Violência agonizava com o desejo de tocar Ashlyn, mas receava perder o controle sobre o espírito maligno e se tornar uma ameaça para ela.

Resenha:
Os guerreiros que outrora pertenciam á guarda pessoal de Zeus, vivem agora numa fortaleza em Budapeste. Levam uma vida ''normal'', que consiste em viverem com os demónios com os quais dividem o corpo e mente, bem como eliminarem os seus oponentes. Os caçadores ao longo dos séculos dedicam a sua vida a perseguir os senhores/guerreiros e a tentarem mata-los.

No entanto a rotina destes guerreiros é perturbada no dia que Ashlyn Darrow chega a Budapeste. Ashlyn não é uma humana comum, ela ouve vozes, basta estar num local e ela consegue ouvir todas as conversas que ali se passaram.
Como pela cidade de Budapeste correm rumores que os moradores da fortaleza são seres sobrenaturais, Ashlyn resolve abordá-los para conhecer mais sobre si mesma.
Maddox, o guerreiro que transporta a violência, ao ver um intruso no seu terreno, decide acabar com ele e depara-se com Ashlyn.

Este é o primeiro livro oficial da saga, com o qual conhecemos a história do guerreiro que matou Pandora e que foi amaldiçoado a transportar o demónio da Violência, um dos piores demónios. Para que não bastasse, Maddox a cada meia noite, tem que morrer tal como Pandora foi morta e a sua alma é levada para o Inferno, só regressando ao seu corpo na manhã seguinte.

O livro tem muita acção, sensualidade e cenas hot. Para além disso, temos um vislumbre sobre os restantes guerreiros e o fardo que eles carregam, bem como várias referências mitológicas.

Eu pessoalmente adoro esta saga, mesmo não concordando com algumas das coisas que Gena Showalter fez.

2 comentários:

  1. Hey, sweet <3

    Sabes que também sou fã desta Saga, não é? Gosto, particularmente, do conto que lhe dá origem a saga "O Fogo mais Escuro".
    Gosto muito do livro do Maddox, ao fim é nele que passamos a conhecer melhor os demais Senhores e um pouco de suas histórias.
    Gostei muito da tua resenha, deu-me até saudades desta saga, acho que vou reler ela desde o princípio ;)
    Obrigada por me fazeres relembrar de algo tão bom como são os Senhores do Submundo.
    Bjinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A resenha desse livro já está aqui no blog, mas foi postada há álbum tempo atrás (mais precisamente antes de Out de 2015 XD). Relê que em Março, salvo erro, sai o Baden e vamos ver como é que o antigo guerreiro da desconfiança se sai! ♥

      Eliminar

DevRochester. Com tecnologia do Blogger.