04/12/2015

[Resenha] Camarilla - R. R. Baltazar


Autor: R.R. Baltazar
Editora: Chiado Editora
Data de publicação: Setembro de 2014
Número de páginas: 234
Género: Literatura Fantástica

Sinopse:
Num mundo cosmopolita negro e amaldiçoado, há pelo menos um vampiro destinado a suceder!
Entre os jogos e as intrigas no seio da elite vampira, os divertimentos sexuais e os actos macabros pelo domínio do poder, há um conjunto de indivíduos que se une apesar das suas diferenças e objectivos. Todos eles tornam-se ícones numa guerra pela sobrevivência!
A habilidade com que o acaso e o destino interferem nas vidas humanas e vampiras, permite aos que outrora foram rejeitados e esquecidos pela sociedade, uma vingança apetecível mas cruel. Pois quando a justiça falha, a vingança acerta!

Tudo começa quando se morre...


Resenha:
Esqueçam vampiros que brilham, com dois metros de largura e altura, cenas hot e principalmente romance. Pois em Camarilla, o leitor vai entrar num mundo totalmente imprevisível, misterioso e diferente do tão banal e romanceado contexto a que estamos acostumados a ler nos últimos anos.

Nesta história, o vampiro é uma raça superior, avançada na sua tecnologia, onde já trabalham na produção de sangue artificial e vivem entre os humanos sem que a maioria se aperceba da sua existência. Em Camarilla, somos levados ao mais clássico do vampiro, onde existem rituais, regras, conselho de clãs, brutalidade e morte. Aqui os vampiros, na sua maioria, desprezam o comportamento humano. Há ao longo do livro diversas críticas à barbárie humana e para muitos dos vampiros, a raça vampírica não deveria esconder-se mais, mas sim dominar o mundo e subjugar os humanos.

Mas tudo começa com um humano chamado Rui Vasto, que ao se sentir solitário na sua vida deprimente, decide ir a um clube nocturno e que devido a uns incidentes, acaba por se tornar vampiro e se vê inserido num mundo totalmente novo . Vasto é então acolhido como protegido por Montenegro, um ancião vampiro e um dos líderes da Camarilla, o conselho que rege os vampiros, dita as leis e aplica as punições.
Inicialmente pensei que a história se fosse desenrolar em torno de Vasto, mas o autor vai dando lugar a vários outros personagens que são importantes no mundo vampírico. Todos os personagens que são referidos, de algum modo, querem o mesmo, mas para conseguirem o que desejam, têm que fazer sacrifícios.

O livro é recheado de lutas pelo poder e intrigas. A crítica feita aos humanos faz com que o leitor reflicta, pois são abordados temas como religião, política, guerra, etc. 
O autor conseguiu de uma forma bastante original unir um pouco dos clássicos de vampiros com o mundo actual.

Espero que R. R. Baltazar escreva uma continuação, pois adoraria saber se aquele trio será bem sucedido na sua missão ao Inferno e como ficará a história entre vampiros, lobisomens e humanos! Camarilla é um livro para todos os que apreciam um clássico, pois para além dos vampiros serem retratados dessa forma mais tradicional, existe referência a ladrões de almas (estilo Dorian Gray), rituais de iniciação, lobisomens, bruxas, entre outros traços mais clássicos que não se encontram facilmente.

Convido-vos a ler Camarilla, onde nada é o que parece!

Onde podes encontrar o livro:


Sem comentários:

Enviar um comentário

DevRochester. Com tecnologia do Blogger.